Doenças e Tratamentos

Se ocorrer uma movimentação ou deslocamento da vértebra causada por acidente de carro, facada, tiro, queda da laje ou outro acidente, isto pode machucar a medula. Teremos, então, uma lesão medular. Entenda o que é o traumatismo raquimedular e veja os cuidados que familiares e cuidadores devem ter com o paciente. 

Uma concussão é uma lesão no cérebro que resulta em uma perda temporária da função cerebral normal. Usualmente é causada por um golpe na cabeça. Em muitos casos, não há sinais externos de trauma na cabeça. Muitas pessoas acreditam que as concussões envolvem perda da consciência, mas não é verdade. Em muitos casos, uma pessoa com uma concussão nunca perde a consciência.

Em aproximadamente 20 anos houve um aumento da incidência de lesões na cabeça causada por armas de fogo. As feridas por balas na cabeça têm se tornado uma causa principal de lesão cerebral traumática (LCT) em muitas áreas urbanas nos Estados Unidos, em parte devido ao aparecimento de violência de gangues e taxas de homicídios no geral. Outros casos envolvem suicídio e acidentes.

O termo hidrocefalia deriva de duas palavras: “hidro” que significa água, e “cephalus” que se refere à cabeça. A hidrocefalia é uma condição na qual o líquido cefalorraquidiano excessivo se acumula nos ventrículos cerebrais (cavidades preenchidas com líquido), situação que pode aumentar a pressão na cabeça. Embora a hidrocefalia seja frequentemente descrita como “água no cérebro”, a “água” é na verdade LCR, um fluido transparente que circunda o cérebro e a medula espinhal.

A síndrome de Cushing é uma doença causada pela exposição do corpo a um excesso de hormônio cortisol. O cortisol afeta todos os tecidos e órgãos do corpo. Estes efeitos em conjunto são conhecidos como síndrome de Cushing. Esta síndrome pode ser causada pelo uso excessivo de medicação a base de cortisol, como no tratamento de asma crônica ou artrite reumatoide, por produção excessiva de cortisol por um tumor na glândula adrenal ou em outras partes do corpo ou por um tumor da glândula pituitária secretando o hormônio adrenocorticotrópico que estimula a produção excessiva de cortisol da glândula adrenal.

Um tumor medular é uma massa de tecido anormal na medula espinhal, nos arredores e/ou na coluna vertebral. Essas células crescem e se multiplicam descontroladamente, aparentemente não verificadas pelos mecanismos que controlam as células normais. Os tumores medulares podem ser benignos (não-cancerígenos) ou malignos (cancerígenos). Os tumores primários se originam na coluna ou medula espinhal, e os tumores metastáticos ou secundários resultam do espalhamento do câncer de outro local para a coluna.

As dores na coluna lombar (parte inferior das costas) e região cervical (pescoço) são altamente prevalecentes e comumente causam muitos dias de trabalhos perdidos. A distensão e entorse dos músculos lombares são as causas mais comuns de dor na região inferior das costas. A coluna torácica também pode ser um local de dor, mas por ser muito mais rígida é frequentemente muito menos lesionada que a coluna lombar e cervical. As colunas lombar e cervical estão mais propensas a distender devido a sua função de carga e seu envolvimento no movimento, torção e flexão.

As infecções da medula podem ser classificadas segundo o local anatômico envolvido: a coluna vertebral, o espaço do disco intervertebral, o canal espinhal e tecidos moles adjacentes. Uma infecção pode ser causada por bactérias ou fungos, e pode ocorrer após uma cirurgia. A maioria das infecções pós-operativas ocorrem entre 3 dias e 3 meses após a cirurgia. A osteomielite vertebral é a forma mais comum de infecção da medula. Pode se desenvolver após um trauma na medula aberta, infecções nas áreas circundantes e de bactérias que se espalham até uma vértebra.

A estimulação da medula espinhal (EME) é uma técnica para aliviar a dor que leva uma corrente elétrica de baixa voltagem continuamente para a medula espinhal para bloquear a sensação de dor. A EME é a tecnologia de neuroestimulação implantável mais comumente usada no tratamento de síndromes de dor. Todo ano, cerca de 50.000 neuroestimuladores implantados no mundo. A EME é um tratamento médico amplamente aceito e aprovado pela FDA para a dor crónica no tronco e extremidades (costas, pernas e braços).

A gravidade da uma lesão depende da parte da medula espinhal que foi afetada. Quanto mais alta a LME na coluna, ou mais próxima do cérebro, maior serão as limitações motoras e relacionadas a sensibilidade. Entretanto mais movimento, sensação e controle voluntário estão geralmente presentes em lesões em níveis mais baixos.

Tetraplegia (também conhecida como quadriplegia) resulta de lesões na medula espinhal na região cervical (pescoço), com perda de força muscular associada nas quatro extremidades. Paraplegia resulta de lesões na medula espinhal nas áreas torácica e lombar, resultando na paralisia das pernas e da parte inferior do corpo.

A espinha bífida ocorre entre a terceira e a quarta semana de gravidez, quando um pedaço da medula espinhal do feto falha em se fechar apropriadamente. Como resultado, a criança nasce com uma parte da medula espinhal exposta nas costas. Embora os cientistas acreditem que fatores genéticos e ambientais possam agir em conjunto para causar a espinha bífida, 95% dos bebês com espinha bífida nascem de pais que não tem histórico familiar. As mulheres com certos problemas de saúde crónicos, incluindo diabetes e distúrbios de convulsões (tratados com alguns medicamentos anticonvulsivantes), tem um risco incrementado (aproximadamente 1/100) de ter um bebê com espinha bífida.

A medula espinhal é uma extensão do sistema nervoso central (SNC), que está constituído pelo cérebro e a medula espinhal. Começa na parte inferior do tronco cerebral (na área chamada bulbo raquidiano), e termina na parte inferior das costas se afunilando para formar um cone chamado cone medular. A medula espinhal vai desde oo osso mais alto do pescoço até aproximadamente o nível da vértebra L1.

Prótese de Disco Cervical

Atualmente, a forma mais comum de cirurgia para o tratamento de doenças degenerativas do disco cervical é a disectomia cervical anterior com fusão (DCAF). Mais de 200.000 procedimentos cervicais são realizados cada ano nos Estados Unidos para aliviar a compressão na medula espinhal ou nas raízes nervosas. A cirurgia da fusão colunar cria uma união sólida entre duas ou mais vértebras para ajudar a fortalecer a coluna e aliviar a dor crónica no pescoço.

A cirurgia de prótese de disco lombar é uma alternativa para a cirurgia de fusão espinhal, uma operação comum realizada em cerca de 200.000 pessoas por ano nos Estados Unidos, com doença degenerativa de disco na coluna lombar (parte inferior das costas). A cirurgia de fusão espinhal cria uma união sólida entre duas ou mais vértebras para ajudar a fortalecer a coluna e aliviar dor crónica nas costas. Há muitos tipos de cirurgia de fusão espinhal, assim como uma variedade de instrumentos usados para fixar a fusão.

Dores severas nas costas podem ser um sintoma de uma condição séria que não é muito bem conhecida e comumente diagnosticada de forma errada, a síndrome da cauda equina. A SCE ocorre quando as raízes nervosas da cauda equina são comprimidas e interrompem as funções motoras e sensoriais das extremidades inferiores e a bexiga. Pacientes com esta síndrome são frequentemente internados no hospital como uma emergência médica.

A distensão e entorse lombar são as causas mais comuns da dor lombar. As costas são propensas a distensões e entorses devido a sua função de suporte de peso e seu envolvimento no movimento, torção e flexão do corpo. Quando a coluna lombar sofre de uma distensão ou entorse, os tecidos macios se inflamam. Este inchaço causa dor e pode provocar espasmos musculares e cãibras. A distensão ou entorse lombar pode ser muito debilitadora.

A Síndrome Medular Central (SMC) é uma lesão traumática incompleta na coluna cervical que tem como consequência um enfraquecimento motor nas extremidades superiores maior do que nas inferiores. O mecanismo de lesão ocorre a partir de um dano na cervical produzido por uma forte hiperextensão em conjunto com a existência prévia de doenças degenerativas dos ligamentos e esporões ósseos da coluna. Normalmente não há evidência de fratura ou instabilidade da coluna associada.

O seu pescoço faz parte de uma coluna longa flexível, conhecida como a coluna vertebral, que se estende ao longo da maior parte do corpo. A coluna cervical (região do pescoço) está conformada por sete ossos (vértebras C1 a C7), separadas uma da outra por discos intervertebrais. Esses discos permitem que a coluna se movimente livremente e atuam como amortecedores durante as atividades. 

Uma hérnia de disco é um fragmento do núcleo do disco que é empurrado para fora do ânulo, no canal espinhal através de uma ruptura no ânulo. Os discos que apresentam hérnias usualmente encontram-se em uma fase inicial de degeneração. O canal espinhal tem espaço limitado, que é inadequado para o nervo espinhal e o fragmento de disco deslocado. Devido ao deslocamento, o disco pressiona nervos espinhais, comumente provocando dor, que pode ser severa.

Se você está sofrendo de dor lombar, você não está sozinho. Um estimado de 75 a 80% da população americana irá sofrer de alguma forma de dor nas costas durante sua vida. Embora a dor lombar possa ser um pouco debilitadora e dolorosa, em cerca de 90% dos casos a dor melhora sem cirurgia. Contudo, 50% dos pacientes que sofrem de um episódio de dor nas costas terão um episódio recorrente em um período de um ano.

A coluna lombar está formada por cinco vértebras na parte inferior da coluna, entre as costelas e a pélvis. A estenose espinhal lombar é o estreitamento do canal espinhal, comprimindo os nervos que passam através da região lombar para as pernas. Enquanto pode afetar pacientes mais novos devido a causas de desenvolvimento, é mais comumente uma condição degenerativa que afeta pessoas com idades acima de 60 anos.

No geral, o objetivo da cirurgia de coluna minimamente invasiva (CMI) é estabilizar os ossos vertebrais e as juntas espinhais e/ou aliviar a pressão sobre os nervos espinhais.

Ao contrário da cirurgia aberta da coluna, a abordagem cirúrgica minimamente invasiva pode ser mais rápida, mais segura e requere menos tempo de recuperação. Devido ao reduzido trauma nos músculos e tecidos macios (comparado com procedimentos abertos

A dor no pescoço pode ser causada por degeneração de disco, estreitamento do canal espinhal, artrite e, em casos raros, câncer ou meningite. Para problemas sérios no pescoço, um clínico geral e, comumente, um especialista tal como um neurocirurgião, devem ser consultados para fazer um diagnóstico preciso e prescrever tratamento. Você pode ser encaminhado a um neurocirurgião devido a sua dor no pescoço ou ombro, ou formigamento e entorpecimento nos seus braços. 

A osteoartrite, também conhecida como artrose, é o tipo de artrite mais comum e afeta mais frequentemente pessoas a partir dos 40 anos de idade. Pode causar uma separação da cartilagem nas articulações e ocorre em praticamente qualquer articulação do corpo. Afeta com frequência o quadril, os joelhos, as mãos, a coluna lombar e o pescoço. A cartilagem é um material firme de borracha que cobre as extremidades dos ossos em articulações normais. Serve como um tipo de amortecedor, ajudando a reduzir a fricção nas articulações.

A escoliose é uma curvatura anormal da coluna e é mais comumente diagnosticada na infância ou na adolescência. As curvaturas normais da coluna ocorrem nas regiões cervical, torácica e lombar no chamado plano “sagital”. Estas curvas naturais posicionam a cabeça sobre a pélvis e trabalham como amortecedores para distribuir o estresse mecânico durante o movimento. A escoliose é comumente definida como uma curvatura na coluna no plano “coronal” (frontal).

Uma lesão cerebral traumática (LCT) é definida como um golpe ou uma chacoalhada na cabeça, ou uma lesão penetrante na cabeça que interrompe a função normal do cérebro. Uma LCT pode resultar quando a cabeça repentina e violentamente bate com um objeto, ou quando um objeto perfura o crânio e entra nos tecidos cerebrais. Os sintomas de uma LCT podem ser leves, moderados ou severos, dependendo da extensão dos danos no cérebro.

Please reload

Porto Velho: Rua Rafael Vaz e Silva, 1663, N. Senhora das Graças, Porto Velho - RO, CEP: 76804-140

Rio Branco: Rua Hugo Carneiro, 725 - 1ª sala 678, Bairro Bosque, CEP: 69.900-550. Fones: (68) 3222-7900 / 99917-8852