INAO vai implantar serviço de Neurocirurgia Endovascular

06/03/2018

Esse tipo de cirurgia permite realizar procedimentos neurológicos sem necessidade de cortes no crânio dos pacientes

 

 

A partir deste mês o Instituto de Neurocirurgia e Neurologia da Amazônia Ocidental – INAO passa a disponibilizar para seus pacientes o serviço de Neurocirurgia Endovascular, com a contratação do médico Márcio Francisco Lehmann, chefe do Serviço de Neurocirurgia da Universidade Estadual de Londrina – UEL. Ele tem vasta experiência em procedimentos neurocirúrgicos endovasculares e virá periodicamente a Porto Velho para realização de procedimentos pré-agendados.

 

A implantação deste serviço amplia ainda mais o rol de procedimentos ofertados pelo INAO, tanto nos atendimentos pelo SUS, no Hospital de Base, quanto nos particulares e convênios. Este procedimento é uma subespecialidade da Neurocirurgia em que o tratamento das doenças é feito utilizando-se cateteres e guias, inseridos nos vasos sanguíneos do paciente, manipulados à distância e monitorados por telas de computadores. Um dos principais objetivos deste tipo de abordagem é minimizar o trauma cirúrgico, evitando as grandes incisões e as cicatrizes.

 

Mas Dr. Márcio Lehmann ressalta que os pacientes devem ser avaliados individualmente para a definição do tipo de cirurgia que se adequa melhor a cada caso específico. “Existem muitos fatores que avaliamos para essa definição. Há casos em que o melhor para o paciente é a cirurgia convencional, aberta. E há casos em que o procedimento endovascular é o melhor. A grande vantagem que o Inao vai oferecer aqui em Rondônia é a opção entre os dois tipos de cirurgia, avaliando-se exclusivamente a melhor indicação para cada paciente”.

 

Em geral, os procedimentos endovasculares permitem uma recuperação mais rápida do paciente, com menor tempo de internação em UTI e em leitos convencionais. Mas apesar de haver uma tendência dos pacientes em preferir a cirurgia desta forma, o especialista explica que o risco é praticamente o mesmo da cirurgia convencional aberta. “Optamos pela cirurgia endovascular não por ela ser mais segura que a convencional, mas somente se, na avaliação do caso específico, ela se mostrar mais vantajosa para o paciente”, assegura Dr. Márcio Lehmann. 

 

Serviço de ponta em Rondônia

Em sua primeira visita a Porto Velho, o médico se mostrou bastante animado pela parceria firmado com o INAO e destacou a qualidade dos profissionais e a tecnologia em equipamentos cirúrgicos que encontrou. “Aqui em Rondônia vocês possuem médicos, enfermeiros e instrumentadores altamente especializados em neurocirurgia. Além disso ainda possuem os melhores materiais, equipamentos e instrumentais à disposição, todos funcionando em perfeito estado. Isso é realmente incrível”.

 

O médico se mostrou impressionado em relação ao nível dos equipamentos e instrumentos para neurocirurgia disponibilizados no Estado. “Não é só dizer que o Inao possui microscópio ou neuronavegador; mas que possui literalmente os melhores e mais modernos disponíveis no mercado. Equipamentos que eu só havia visto em congressos de medicina. Mesmo nos grandes centros, em hospitais de referência, isso não é comum”, destaca.

 

Sobre a necessidade de levar paciente de Rondônia para tratamento em outros estados, o médico dispara: “Se não fosse a distância geográfica, eu traria meus pacientes para operar aqui”.

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Crianças podem sofrer de ansiedade devido à pandemia

June 1, 2020

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Porto Velho: Rua Rafael Vaz e Silva, 1663, N. Senhora das Graças, Porto Velho - RO, CEP: 76804-140

Rio Branco: Rua Hugo Carneiro, 725 - 1ª sala 678, Bairro Bosque, CEP: 69.900-550. Fones: (68) 3222-7900 / 99917-8852