O que é Esclerose Lateral Amiotrófica?

Doença acometia o famoso cientista Stephen Hawking, falecido esta semana

Stephen Howking

O mundo se despediu esta semana do cientista britânico Stephen Hawking, um dos homens mais inteligentes que o mundo já conheceu, e que prestou incontáveis serviços à física e à astronomia com seus estudos e descobertas, mesmo preso à um corpo em degeneração. Mas que doença é esta que ele sofria, capaz de atrofiar o corpo e deixar a mente sadia?

Ela se chama Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença progressiva, causada pela morte dos neurônios motores superiores e inferiores, o que causa a perda da força dos braços e das pernas, atrofias e câimbras. Conforme avança, a doença ainda pode comprometer a fala, a deglutição e a respiração.

Qualquer pessoa pode desenvolver a doença, não existe um grupo de risco. Normalmente, os primeiros sintomas aparecem na idade adulta e 90% dos casos são aleatórios, ou seja, os pacientes não possuem histórico familiar.

A ELA não tem cura, mas é possível retardar a evolução dos sintomas. O tratamento deve ser feito com a participação de diferentes profissionais de diversas áreas como fisioterapia motora, fisioterapia respiratória, fonoaudiologia, nutrição, enfermagem, medicina, terapia ocupacional e psicologia.

A evolução da doença depende de cada caso e o início precoce do tratamento pode dar mais qualidade de vida ao paciente. Mas casos como o de Stephen Hawking, que viveu mais de 50 anos com ELA, são raros; o tempo de sobrevida costuma ser de 3 a 5 anos.

Por isso, alguns especialistas questionam se o que ele tinha era realmente ELA, ou uma forma mais branda da doença. De qualquer forma, a força e a determinação de Hawking em continuar trabalhando e utilizando sua mente para desvendar o universo contribuiu não só para retardar o avanço da doença, como possibilitou inúmero avanços para a humanidade.

Posts Em Destaque