Médica alerta para dores de cabeça constantes e automedicação

01/07/2020

 

A principal recomendação do especialista é sempre tentar encontrar a origem da dor de cabeça, já que ela é o sintoma de algum outro problema é não a causa.  De acordo com a neurologista do INAO Marcia Polin, as dores de cabeça são divididas principalmente em cefaleias primárias e secundarias.

 

As primárias são as genéticas. As principais são as enxaquecas e a cefaleia tencional. As enxaquecas são as mais frequentes e atingem muito mais as mulheres. Pelas estatísticas, a cada três mulheres, um homem tem.

“Os sintomas normalmente são: dor de um lado da cabeça que pode se alternar, pulsar em forte intensidade, às vezes náuseas e vômitos, aversão a barulho e a luz. E também pode ser desencadeada por alguns alimentos, como: cafeína, refrigerante, chocolate, alimentos condimentados,.”

 

Outro fator está muito relacionado com o sono e hábitos de vida. “Principalmente neste período de pandemia em que as pessoas não estão com o sono adequado, mais estressado e sem praticar atividade física. Nós temos registrado aqui nn INAO o aumento no número de pacientes com crise de enxaquecas”

 

Os analgésicos e remédios comuns aliviam, mas ninguém deve se automedicar. Ao ter uma crise é necessário ir ao um médico para fazer avaliação correta. Quando se trata de um distúrbio crônico e com fundo genético, como a enxaqueca, existem alguns tratamentos preventivos que podem diminuir a frequência das crises.

A cefaleia tensional que possui uma dor mais leve muitas vezes frente da cabeça, uma sensação de pressão, mas de menor intensidade. Já a cefaleia em salvas que é menos frequente, que acomete só um lado da cabeça, deixa um olho, vermelho, inchado e faz obstrução nasal e também tem um tratamento especifico.

 

“E temos as cefaleias secundárias, a principal é a cefaleia de hipertensão arterial, que acomete  que tem pressão alta, e quando a pressão está descompensada gera  dor de cabeça, em geral a cefaleia de hipertensão arterial pode iniciar por uma dor na nuca, mas também pode vir na frente da cabeça ou de um lado só. Ela não segue um padrão, o importante é que é um sinal de alerta para quem tem pressão arterial”, disse a neurologista.

Outras causas menos comuns para a cefaleia secundária são: tumor cerebral, sangramento cerebral e infecção como meningite. É imprescindível que o paciente procure tratamento médico.

 

“Em geral a cefaleia de hipertensão arterial pode iniciar por uma dor na nuca, mas também pode vir na frente da cabeça” Explica a neurologista.

 

O importante é uma pessoa que nunca teve dor de cabeça na vida, depois dos 50 anos passa a ter, ela precisa procurar atendimento médico logo para ter o diagnóstico da causa da dor de cabeça que pode estar relacionada à pressão alta. Ao fazer o controle da pressão, a dor de cabeça irá desaparecer.

 

Segundo a OMS, Organização Mundial de Saúde, 90% da população mundial irá ter dor de cabeça uma vez na vida e, 50% da população mundial terá dor de cabeça de uma forma recorrente.

Porém não é normal o indivíduo ter dor cabeça ao longo da vida, é preciso ter um diagnostico. E principalmente a automedicação pode piorar o quadro.

Please reload

Posts Em Destaque

Crianças podem sofrer de ansiedade devido à pandemia

June 1, 2020

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Porto Velho: Rua Rafael Vaz e Silva, 1663, N. Senhora das Graças, Porto Velho - RO, CEP: 76804-140

Rio Branco: Rua Hugo Carneiro, 725 - 1ª sala 678, Bairro Bosque, CEP: 69.900-550. Fones: (68) 3222-7900 / 99917-8852